O cronograma de estudos é uma parte fundamental da rotina de quem se prepara para uma certificação financeira. Afinal, com ele é possível organizar o conteúdo que será estudado e entender quantas horas serão necessárias para ver todos os tópicos relevantes para a prova. 

O grande desafio na hora de montar um cronograma de estudos é conciliar a expectativa com a realidade. Muitos estudantes se comprometem a estudar por muito mais horas do que, na verdade, conseguirão, o que gera um sentimento difícil de lidar: a frustração. Por isso, o ideal é ter os pés no chão na hora de organizar essa rotina de estudos.

Quer saber como montar um cronograma de estudos assertivo e eficiente? Descubra a seguir!

1) CONHEÇA A SUA FORMA DE ESTUDAR

Antes de criar um cronograma de estudos inspirado no que você viu na internet ou no que os seus colegas fazem, você deve conhecer a sua forma de estudar e entender o que funciona para você. Como assim?  

No seu caso, é melhor estudar horas seguidas, ou fazer pequenos intervalos para pegar fôlego? Você prefere estudar um conteúdo por dia ou ver um pouco de cada? Apenas com esse autoconhecimento é que você poderá criar uma estratégia realmente assertiva.

2) DEFINA A SUA ROTINA

Além disso, para montar o cronograma de estudos, é fundamental saber como será a sua rotina. Você estará trabalhando e estudando? Usará o mês de férias para se preparar para a prova? Tem os finais de semana livre?

Desta forma, será possível entender quantas horas por dia você tem para o estudo. Vale lembrar que quanto mais você conseguir imergir na rotina da certificação, mais chances de aprovação você terá. 

3) DEFINA O SEU CRONOGRAMA DE ESTUDOS

Finalmente chegou a hora de definir o cronograma de estudos. Mas como fazer isso? Bom, agora que você sabe exatamente quantas horas por dia você terá para estudar, deverá organizar esse tempo conforme a demanda de conteúdos que devem ser vistos. 

A melhor forma de fazer isso é criar uma planilha com todos os dias da semana e os horários que você vai dedicar para a preparação para a certificação. Em cada campo, preencha o conteúdo que será estudado naquele momento.

Quanto mais detalhada for essa planilha, mais chances você terá de incorporar os estudos na sua rotina do dia-a-dia. Por essa razão, inclua também os horários do intervalo e, sempre que possível, divida um conteúdo grande em conteúdos menores. 

Se você está estudando para o CFP®, por exemplo, ao invés de preencher um dia de estudos com o tema “Orçamento e fluxo de caixa”, divida-o em conteúdos menores, fazendo com que seja possível estimar de forma mais assertiva o tempo que precisará ser dedicado para cada item. Assim, você poderá dedicar um horário para se aprofundar na “capacidade de poupança” e outro para estudar sobre “fundo de emergência”. 

Lembre-se de incluir no cronograma de estudos alguns momentos de revisão, no qual você poderá voltar no conteúdo que já foi estudado e retomar alguns conceitos e termos cruciais para a prova. Afinal, tão importante quanto ter um cronograma de estudos é fixar bem o conteúdo. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.