Fraudes Financeiras em Investimentos: quais são as principais e como evitá-las?

Não é novidade que dinheiro é um assunto sensível para a maior parte das pessoas, não é mesmo? Afinal, todo mundo gostaria de ganhar um pouquinho mais, seja para ter uma vida menos apertada, para criar uma reserva financeira ou para realizar aquele sonho que está sendo adiado há tempos.

Nesse sentido, algumas propostas financeiras podem parecer sedutoras para quem quer finalmente dar um salto no estilo de vida. No entanto, é sempre necessário ponderar se são oportunidades reais ou fraudes financeiras. Você já ouviu falar disso? A seguir explicaremos os principais tipos de fraudes e como você pode evitá-las. Descubra aqui! 

Pirâmide 

Esse tipo de esquema é famoso e muita gente já o reconhece como fraude. Trata-se de uma estrutura em que os participantes devem pagar para entrar e têm o seu retorno financeiro condicionado pelo número de pessoas que conseguirem trazer para o esquema. Desta forma, o dinheiro de quem entra paga os indivíduos que já participam. 

Como não existe um negócio concreto por trás, a Pirâmide se torna insustentável e, quando quebra, a maior parte das pessoas se prejudica. Mas como saber que se trata de uma Pirâmide e não de uma empresa de marketing multinível? Os principais sinais são:

  • A participação requer um pagamento inicial robusto
  • O retorno financeiro prometido é alto se comparado com o esforço que o trabalho exige

Esquema Ponzi

A estrutura do Esquema Ponzi é semelhante à da Pirâmide, com a diferença que cada participante não precisa trazer novas pessoas para o grupo. O Esquema Ponzi é centrado numa pessoa ou num grupo que promete investimentos com retorno acima da média, mas que não aplica o dinheiro nesse investimento (que muitas vezes nem existe).

O que acontece quando um investidor pede o dinheiro de volta? O golpista pode devolver a partir do capital que juntou ou ir em busca de novas pessoas para recrutar. E aqui está o perigo, já que o esquema é sustentável somente enquanto novas pessoas aderirem ao grupo. Com a ruína do negócio, os participantes sairão prejudicados. Como reconhecer?

  • Promessa de retorno acima da média
  • Voltado para pessoas com pouco conhecimento financeiro 
  • Ausência de uma instituição mediadora credível 

Mercados Forex

O Mercado Forex, por sua vez, é a operação com duas moedas diferentes, uma comprada e outra vendida. Esse investimento não é autorizado a nenhuma instituição financeira do Brasil, ou seja, não é fiscalizado nem pelo Banco Central e nem pela Comissão de Valores Imobiliários (CVM). 

Sem dúvidas, existe uma grande variedade de combinações de moedas para operar, o que torna a modalidade sedutora. Motivadas por um ganho rápido e robusto, muitas pessoas fazem transações de alavancagem, investindo dinheiro que não têm. Na prática, estão tão suscetíveis aos ganhos quanto às perdas.

É claro que existem outros territórios nebulosos dentro do setor financeiro, mas esses são os principais. Mas como fugir dessas fraudes? Lembrando que os profissionais de bancos e de instituições financeiras, bem como planejadores financeiros pessoais, são as pessoas certas para orientar os clientes sobre os riscos e benefícios de cada investimento.

Rafael Toro

Rafael Toro

CEO e Sócio fundador da Academia Rafael Toro