Descubra como investir em cotas de Fundos de Investimento

Quem trabalha ou quer começar a trabalhar no mercado financeiro precisa ter um amplo conhecimento sobre os Fundos de Investimento. Afinal, essa é uma alternativa que contempla muitos perfis de investidores, abrangendo desde pessoas que têm vontade de começar a fazer aplicações até aquelas que já têm bastante intimidade com o mercado de investimentos. 

O QUE SÃO FUNDOS DE INVESTIMENTO?

Os Fundos de Investimento reúnem os recursos de muitos investidores, que aplicam em conjunto em ativos diversos. O patrimônio dos fundos é dividido em cotas, e cada investidor é dono de uma parte dessas cotas. Como é de se imaginar, a rentabilidade do fundo também é fracionada conforme a quantidade de cotas que cada investidor possui. 

É SEGURO INVESTIR EM FUNDOS DE INVESTIMENTOS?

Como sempre acontece no mercado financeiro, quanto maior a rentabilidade de um investimento, maior será o risco. Isso não seria diferente quando o assunto são os Fundos de Investimentos.

A boa notícia é que existem muitos tipos de fundos, que aplicam os recursos dos investidores em mercados distintos, o que faz com que o risco não seja sempre o mesmo.

Outro ponto positivo destes investimentos é que os Fundos têm CNPJ próprio, o que protege os recursos depositados no caso de uma eventual falência de uma das instituições envolvidas.  

FUNDOS ABERTOS X FUNDOS FECHADOS

Como investir em cotas de Fundos de Investimento? Antes de mais nada, é preciso saber se o fundo é aberto ou fechado, pois isso é o que vai determinar se será possível realizar a aplicação. 

  • Fundos abertos – A aplicação e o resgate podem ser feitos nos próprios bancos ou corretoras, que costumam ter uma carteira diversificada de fundos para oferecer aos investidores. Isso ocorre na ocasião que o cliente quiser dar início ao investimento. 
  • Fundos fechados – A entrada e a saída dos cotistas pode ocorrer somente em um momento específico, chamado de período de captação. Também existe um período específico, chamado de encerramento do fundo, para que o resgate ocorra. Se o cotista do dinheiro antes deste prazo, precisará vender suas cotas a outro investidor. 

O QUE CONSIDERAR PARA ESCOLHER UM FUNDO DE INVESTIMENTO

Agora que você já sabe o que são Fundos de Investimentos, deve estar se perguntando o que é preciso considerar na hora de escolher um investimento. A seguir, mostraremos os principais pontos que devem ser considerados:

  • Perfil – O fundo que você pretende investir combina com seu perfil de investidor? Para isso, leve em conta o seu nível de tolerância ao risco. 
  • Rentabilidade – Analise o histórico de rendimento. Essa é uma boa maneira de avaliar o comportamento do fundo em diferentes momentos do passado.
  • Valor inicial – Cada fundo estabelece um valor mínimo para aplicação inicial, que deve estar de acordo com o que você está disposto a aplicar.
  • Resgate e liquidez – Esses dois pontos variam bastante conforme o Fundo. Alguns impõem um tempo de carência, enquanto outros determinam um prazo maior entre o pedido de resgate e o pagamento. Pense no que funciona para você. 
  • Taxas – As taxas têm um impacto direto na rentabilidade líquida do investimento. Por isso, analise a taxa de administração e de performance. 
Rafael Toro

Rafael Toro

CEO e sócio fundador da Academia Rafael Toro