Conheça os principais mitos sobre os estudos para certificações

Muita gente sonha em ter uma certificação financeira para se tornar especialista no setor em que trabalha e poder subir vários degraus na carreira. Porém, junto com essa vontade, também surgem algumas crenças sobre as certificações que interferem bastante na caminhada. 

O que pouca gente sabe é que muito do que se fala sobre as certificações financeiras não passa de mito. Por isso, não acredite em tudo o que ouvir: na dúvida, pesquise e corra atrás das informações. A seguir, conheça os principais mitos sobre os estudos para as certificações:

1. NINGUÉM É APROVADO DE PRIMEIRA

Algumas pessoas adoram repetir que as certificações financeiras são difíceis e que ninguém consegue ser aprovado de primeira. De fato, os exames das certificações não são fáceis e é justamente isso que dá valor a eles. Afinal, se todo mundo fosse aprovado com facilidade, as certificações não serviriam para muita coisa.

Mas isso não quer dizer que ninguém possa ser aprovado de primeira. Pelo contrário! Para passar no exame é necessário acertar pelo menos 70% das questões, o que é completamente possível para os candidatos que se dedicarem.

2. É PRECISO TER MUITO TEMPO DISPONÍVEL

Cá entre nós: nenhum profissional do setor financeiro tem tempo sobrando. A rotina na área costuma ser puxada e, mesmo assim, as pessoas conseguem se organizar para estudar para o CPA-10, CPA-20, CFP®, etc. Ou seja, falar que é necessário ter tempo disponível para os estudos é um mito.

Ninguém ficará se preparando para uma certificação por muito tempo. No caso da CPA-10 e da CPA-20, é possível passar no exame após 10 e 15 dias de estudos, respectivamente. Já no caso do CFP®, são necessários 60 dias de dedicação para os alunos que seguirem o método do Rafael Toro. Ou seja: em menos de dois meses, o profissional consegue ter uma certificação desse nível no currículo.

3. É MUITO CARO TER UMA CERTIFICAÇÃO FINANCEIRA

Sabemos que o conceito de caro e barato é relativo e, por isso, preferimos comparar o investimento com o retorno. Para prestar o exame do CPA-20 é necessário pagar R$ 448 para candidatos vinculados à Instituições Associadas à Anbima e R$ 537 para os demais candidatos. 

No mesmo sentido, essa certificação qualifica os profissionais para atuarem na distribuição de produtos de investimento para clientes dos segmentos varejo alta renda, private, corporate e investidores institucionais em agências bancárias ou em plataformas de atendimento. Ou seja, oferece uma grande possibilidade de crescimento e de aumento salarial. 

Assim, o valor da prova pode ser visto como um investimento e não como um custo. A mesma lógica serve para o curso preparatório para essa certificação, que, no caso da Rafael Toro Academia de Finanças, sai por R$ 599 com acesso a 36 horas de aulas e exercícios, além de mais de 500 exercícios comentados. 

Não há dúvidas de que o valor é baixo e pode ser facilmente recuperado com as oportunidades oferecidas pela certificação. Se você está se preparando para o exame de uma certificação financeira, não dê voz aos mitos. No lugar disso, dedique-se a estudar todos os tópicos para fazer a prova com tranquilidade e segurança. 

Para conhecer mais sobre nosso curso para o CPA-20, clique aqui

Rafael Toro

Rafael Toro

CEO e sócio fundador da Academia Rafael Toro