Entra ano, sai ano e a construção de uma reserva de emergência continua a ser um dos maiores desafios dos brasileiros. De fato, não é fácil imobilizar uma parte da renda mensal, sobretudo quando os custos fixos sofrem com a inflação. 

No entanto, em nome da saúde financeira e também da saúde emocional, essa reserva financeira precisa ser construída, mesmo que seja no lema devagar e sempre. Sabendo disso, a seguir vamos apresentar 5 dicas para equilibrar as finanças e criar uma reserva de emergência. Veja aqui: 

5 DICAS PARA CRIAR UMA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Não está fácil fazer com que sobre um dinheirinho no fim do mês? Que tal mudar alguns comportamentos do seu dia a dia e fazer com que essa reserva de emergência pouco a pouco comece a engordar? Veja essas dicas para criar aquela gordurinha: 

1. EVITE O DESPERDÍCIO

Antes de mais nada, que tal fazer um exercício de olhar ao seu redor e ver tudo o que você tem em excesso? As roupas que estão há anos paradas no armário, os alimentos que você comprou para fazer uma receita e seguem pela metade na despensa… Isso serve para refletir e pensar duas vezes antes de fazer compras supérfluas. 

2. COMPRE NA HORA DA XEPA

O preço dos alimentos está pela hora da morte. Mas existe uma maneira de reduzir os gastos de alimentação: indo às feiras semanais naquele horário em que os comerciantes já estão fazendo o tradicional desconto da xepa. Mesmo no fim da feira é possível encontrar alimentos frescos e que, se bem armazenados, vão render pela semana toda. 

3. PREFIRA ATIVIDADES GRATUITAS

Existem muitas alternativas para se divertir no final de semana - e também durante a semana - sem gastar dinheiro. Por exemplo, troque o cinema por uma exposição gratuita no centro cultural da cidade. Ou deixe as compras no shopping de lado e prefira uma caminhada no parque. 

4. REDUZA AS REFEIÇÕES EM RESTAURANTES

Você tem o costume de jantar fora todas as semanas? Que tal reduzir as suas idas ao restaurante? É claro que o final de semana pede um alívio na rotina, mas é possível fazer isso de outras maneiras, como, por exemplo, cozinhando em casa. Deixe para jantar fora em datas especiais. 

5. FIQUE DE OLHO NO COMBUSTÍVEL

Mais do que nunca, o custo com combustível tem comprometido uma parte muito alta da renda mensal. Se você não tem como trocar o carro pelo transporte público, pode reduzir as suas rotas e fazer com que a gasolina dure um pouquinho mais de tempo… Além disso, fique atento aos preços dos postos de combustível. A diferença de preço já ajuda a salvar um dinheirinho no fim do mês!

O que achou dessas sugestões? É claro que não é fácil ajustar a rotina para reduzir os gastos, mas esse esforço vale a pena. Afinal, uma reserva de emergência proporciona a tranquilidade de saber que você está amparado caso algo saia do previsto. E já deu para sentir que na vida não temos controle de nada, né? 

Agora que você já sabe o que deve fazer para construir uma reserva de emergência, que tal conhecer 3 motivos para começar a  investir? Com certeza você vai se identificar! Boa leitura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.