Hora de revisar: Conceitos básicos de Economia para o CPA-10

O CPA-10 é uma certificação financeira da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais) indicada para os profissionais que trabalham em agências bancárias ou em plataformas de atendimentos. Além disso, também é procurada por pessoas que buscam qualificação para começar a trabalhar no setor.

Sem dúvidas, um dos pontos cruciais do exame desta certificação é o módulo três, que aborda Economia e Finanças. Esses conceitos são muito importantes para a prova e para a trajetória profissional de quem atua no setor financeiro. A seguir apresentaremos alguns conceitos básicos de Economia que jamais devem ser esquecidos!

PRODUTO INTERNO BRUTO

O PIB serve para medir a capacidade econômica de uma determinada região. Para chegar ao indicador, é necessário considerar o consumo das famílias, o investimento, as despesas do governo, as exportações e as importações. Também é possível avaliar o PIB pelo viés da renda, ou seja, pelos salários, aluguéis, lucros e juros durante certo intervalo de tempo.

ÍNDICES DE INFLAÇÃO

Os indicadores de inflação permitem analisar a evolução dos preços de bens e serviços de determinada região. Os principais indicadores são o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M).

TAXA DE CÂMBIO 

Em um resumo rápido, a taxa de câmbio é o preço de uma moeda quando comparada a outra moeda. Costuma-se usar a sigla ABC para moeda de base e XYZ para a moeda de contagem, ou seja, a moeda através da qual será feita a comparação.

TAXA SELIC

Existem dois índices que devem ser considerados quando falamos em Taxa Selic. A Selic-Over é a taxa média das operações de financiamento que ocorreram em um único dia lastreados em títulos públicos federais. Já a Selic-Meta se refere ao objetivo que o Comitê de Política Monetária (Copom) deseja que o Brasil esteja negociando a Selic-Over. Esta meta é definida a cada 45 dias.

TAXA DI

Embora não seja muito falada na grande mídia, a Taxa DI tem a mesma premissa da Selic-Over, no entanto, são empréstimos SEM lastro em títulos públicos federais. Ela é muito importante para o cenário econômico brasileiro e contribui para o entendimento sobre juros e rentabilidade.

TAXA TR

Por fim, mas não menos importante, a Taxa Referencial serve de referência principalmente para operações do mercado do agronegócio e para o mercado imobiliário (financiamentos, poupança, inclusive o FGTS). Sua fórmula já foi atualizada algumas vezes e atualmente leva em consideração os juros do Tesouro Prefixado (LTN).

Conhecer e dominar os principais conceitos que envolvem a economia brasileira é fundamental não apenas para conquistar a aprovação no exame do CPA-10, como também para desempenhar as funções que a certificação habilita. 

Quem quer trabalhar e fazer uma carreira em bancos e instituições financeiras vai se deparar diariamente com essas nomenclaturas e, mais do que isso, terá que fazer relações entre os termos a fim de ter uma compreensão otimizada do cenário financeiro e de investimentos do país. 

Se você quer se aprofundar no tema, confira os materiais disponibilizados pela Anbima e conheça mais sobre a Academia de Finanças Rafael Toro, especialista em aprovações financeiras!

Rafael Toro

Rafael Toro

CEO e sócio fundador da Academia Rafael Toro