Quais são os tipos de remuneração do planejador financeiro? Descubra aqui!

Não é novidade para ninguém que a Certificação CFP® oferece excelentes oportunidades para quem quer crescer na carreira exercendo a atividade de planejador financeiro pessoal. Esse profissional pode desempenhar uma série de funções relevantes dentro do mercado financeiro, bem como pode receber diferentes formas de remuneração.  

A seguir, descubra quais são os principais tipos de remuneração do planejador financeiro CFP®!

O que um planejador financeiro faz?

Antes de mais nada, precisamos esclarecer o que um planejador financeiro faz. Esse profissional é responsável por assessorar os investimentos de seus clientes, oferecendo orientações para possam manter a vida financeira organizada. Para isso, o planejador financeiro deve levar em consideração o perfil de cada cliente, já que não existe uma solução única e que consiga ser aplicada para todos. 

Cabe destacar que o planejador financeiro pode auxiliar pessoas em diferentes momentos de vida e não apenas quando alcançam a estabilidade. Para ter o título de planejador financeiro CFP®, o profissional deve ser aprovado no exame de certificação da Planejar, que o prepara para o exercício da atividade de planejador financeiro pessoal no Brasil. 

Quais são os tipos de remuneração do planejador financeiro?

Agora que você já entendeu o que um planejador financeiro faz, vamos à parte que interessa! Aqui apresentaremos os tipos de remuneração mais comuns do planejador financeiro. Cabe destacar que o profissional pode receber apenas um dos tipos descritos ou ter o retorno de forma combinada. 

Tarifas e mensalidades

Essa forma de remuneração deve ser combinado entre o planejador financeiro e o seu cliente de maneira prévia, ou seja, antes da contratação. Diz respeito às tarifas e mensalidades que o cliente paga para contar com a orientação do planejador. 

Taxa de administração

A taxa de administração se refere ao valor que o cliente paga pelo serviço de gestão e de administração da sua carteira. Pode ser um valor fixo ou um percentual sobre o montante de dinheiro que é gerenciado.

Taxa de performance 

A taxa de performance, por sua vez, se refere à situação em que a rentabilidade do investimento supera um número previamente definido. Ela pode ser aplicada para certos tipos de investimentos e a condição deve ser esclarecida de forma antecipada com o cliente.

Comissões

Por fim, as comissões são aqueles encargos gerados pela intermediação da venda de um produto como Seguro, Plano de Previdência, etc. Cabe lembrar que o Agente Autônomo de Investimento é proibido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) de receber valores financeiros motivados por outra forma que não seja o comissionamento. 

A remuneração do planejador financeiro depende diretamente do número de clientes que atende e do montante que direciona para investimentos. No entanto, podemos dizer que um profissional CFP® em plena atividade no setor pode alcançar uma renda estimada de R$ 400 mil ao ano. 

Se você tem vontade de conquistar o CFP® para trabalhar como planejador financeiro pessoal, estude conosco! Somos especialistas em aprovações financeiras e podemos ajudá-lo a chegar lá! 

Rafael Toro

Rafael Toro

CEO e Sócio fundador da Academia Rafael Toro