https://www.academiarafaeltoro.com.br/

Bancos ou Corretoras? Descubra as semelhanças e diferenças!

Quando falamos sobre o mercado financeiro, a primeira instituição que vem à mente da maior parte das pessoas é o banco. Sem dúvidas, essa é a forma mais tradicional de guardar e de aplicar o dinheiro, mas está longe de ser a única.

Além dos bancos, também existem as corretoras. Enquanto muitas pessoas optam por direcionar parte do seu dinheiro para esse tipo de empresa, outras têm receio, pois acreditam que as corretoras não têm tanta solidez quanto os bancos.

Será mesmo verdade? Se você tem dúvidas sobre bancos e corretoras, continue lendo! A seguir vamos apresentar os principais pontos de cada uma:

Quais são as diferenças entre bancos e corretoras?

Os bancos são instituições financeiras tradicionais que oferecem uma série de serviços, como receber salários, pagar contas, fazer transferências, sacar dinheiro, contratar cartão de crédito e investir. 

Sim, investir é um serviço a mais que esse tipo de empresa oferece e, nesse caso, os investimentos disponíveis para os clientes são os próprios, ou seja, específicos daquela instituição.

Por sua vez, as corretoras são empresas que servem unicamente para intermediar a compra e a venda de investimentos. Ou seja, não é possível receber o salário ou ter cartão de crédito por uma corretora, já que elas trabalham somente com investimentos.

E é nesse ponto que está a grande diferença entre os bancos e as corretoras: os bancos dispõem somente de opções de investimentos próprios, enquanto as corretoras têm muitas alternativas de investimentos, uma vez que elas fazem o meio de campo para a contratação desses produtos.

O que considerar na hora de escolher uma corretora?

Muitas pessoas afirmam que é mais seguro investir em bancos. No entanto, isso é um mito falado geralmente por quem não conhece o mercado financeiro. As melhores corretoras do mercado são sólidas o suficiente para que os clientes possam investir com segurança. 

Além disso, o dinheiro não fica com a corretora, que apenas intermedia a compra, mas com a empresa responsável pelos investimentos. De qualquer maneira, na hora de optar por uma corretora, você deve ponderar os seguintes itens:

Segurança

É claro que a segurança é um ponto importante na hora de escolher a corretora. Para isso, você deve buscar entender como é a reputação da instituição. Vale ler o site da empresa, se informar com pessoas que têm experiência no mercado financeiro e buscar por dados e notícias na grande mídia. 

Rentabilidade

Além disso, a rentabilidade dos investimentos também importa muito. Em geral, as corretoras têm rentabilidade superior à oferecida pelos bancos, justamente porque trabalham com uma gama maior de investimentos. 

Atendimento

Aqui está outro ponto essencial para escolher uma boa corretora. Certifique-se de que a instituição oferece orientações sobre investimentos e, além disso, também dispõe de suporte para o caso de você ter dúvidas ou precisar de alguma ajuda. 

Taxas e tributos

Por fim, mas não menos importante, é essencial saber quais são as taxas e tributos dos produtos com o seu perfil de investimentos. Muitas corretoras não cobram taxas que os bancos costumam cobrar. Mesmo assim, vale se certificar. 

Nome autor

Nome autor

Descrição autor