https://www.academiarafaeltoro.com.br/

3 formas de organizar o seu planejamento financeiro

Não é novidade que a organização financeira é um passo muito importante para quem quer começar a investir, não é mesmo? Afinal, para sobrar aquele dinheirinho no final do mês, é fundamental saber quanto entra e quanto sai da sua conta. 

Além disso, é necessário saber exatamente quais são os gastos fixos e variáveis mensais, pois apenas assim é que você poderá começar a cortar aqueles custos que, a bem da verdade, são excessivos. 

A seguir, veja 3 formas de organizar o seu dinheiro e de fazer com que sobre uma gordurinha para investir:

Anotações no papel

Antigamente todo o controle financeiro era feito no papel e ainda há quem prefira manter esse hábito assim. Tudo é uma questão de gosto, porque o que importa mesmo é que você escolha um método que vai facilitar a gestão do seu dinheiro. 

Se você está habituado a fazer anotações à mão, o ideal é escolher um caderninho que possa ser levado na bolsa, pois assim poderá registrar os gastos no momento em que acontecem. 

Mas lembre-se: tão importante quanto anotar o dinheiro que sai é, de tempos em tempos, analisar os registros e entender para onde ele está indo. Uma boa ideia pode ser a criação de uma tabela no próprio caderninho, onde você possa incluir gastos como: 

  • Aluguel
  • Contas (luz, água, telefone)
  • Supermercado
  • Refeições
  • Transporte
  • Farmácia

Além disso, deixe um espaço para os gastos extras, ou seja, que não fazem parte do seu planejamento mensal. É para eles que você vai olhar na hora de entender onde pode cortar custos.

Dados em planilhas

As planilhas do Excel e do Google Planilhas são as aliadas de quem prefere se organizar na frente de um computador. Sem dúvidas, os recursos desses programas são mais amplos do que a tradicional caderneta, facilitando a vida de quem quer manter os gastos em dia.

O ponto alto das planilhas é a possibilidade de editar dados, trocar a posição das linhas, segmentar as compras por cores e automatizar as informações com cálculos já programados. Ou seja, é possível usar alguns recursos visuais para potencializar a organização. 

Informações em Apps

Por fim, os aplicativos são a solução para quem quer ter todas as informações na palma da mão. Na prática, oferecem a agilidade das cadernetas, pois é possível registrar os gastos na hora em que acontecem, com a facilidade das planilhas, uma vez que contam com recursos que simplificam a gestão do dinheiro.

Veja aqui alguns exemplos de apps para controlar os gastos:

  • Mobills – É o app de controle financeiro mais popular do Brasil. Com ele, os usuários podem registrar as movimentações financeiras, criar metas e traçar estratégias para reduzir os gastos. 
  • Organizze – Organizador financeiro que ajuda a gerenciar as informações da poupança, conta corrente, investimentos e cartões de crédito de maneira integrada, com a alternativa de definir o valor que o usuário pode gastar. 
  • Minhas Economias – É uma boa alternativa para quem precisa organizar o dinheiro, mas não pode pagar por isso. Gratuito, o app permite organizar os gastos por categorias e subcategorias e registrar os custos mensais. 
Nome autor

Nome autor

Descrição autor